Páginas

terça-feira, 5 de outubro de 2010

(Des)construção

Sentir.
Talvez nada pode ser tão perigoso,
do que sentir.
Meio termo não se aplica ao sentimento.
É leve e suave, ou devastador como um furacão.
Eu quero, quero muito que tudo fique bem entre nós.
Estou aprendendo.
Não importa o quão inseguro você está,
Não importa como foram seus relacionamentos antes de mim,
podemos Desconstruir tudo e depois construir de novo.
Construir uma realidade para nós. Só para nós.
Ninguém poderá entrar nela, é Nossa!
Essa construção é mútua, só terá fim quando deixarmos de ser
rascunho e passarmos a ser arte final, no leito de morte.
Vamos Construir ?

12 comentários:

  1. Que lindo amigo, passando por aqui pra te prestigiar no seu texto, como sempre belo e cntemporâneo.

    abraços ^^

    ResponderExcluir
  2. Baxendale tem uma música - I built this city - e seu post me fez lembrar dela...

    E que bom q vc lembra que tem blog!

    ResponderExcluir
  3. Interessantes as coisas que vc escreve... cliquei em "seguir" este blog para tentar adquirir o que for de positivo ok? ate mais... http://danillomacedo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Vindo aqui nas suas faces...e, sigo-o, para saber voltar, sempre! Abçs!

    ResponderExcluir
  5. Construa seus rumos
    e depois passa aqui no blog e conta as experiencias ;)

    abraço Joeeew

    ResponderExcluir
  6. Hello my friend, Your site is great, good job you do.

    I also created many blogs but not good like yours,So please


    could you exchange link with me?

    Here are my blogs. you could choose to exchange ,

    http://khmernewstoday.blogspot.com/

    http://www.khmergay.net/

    ResponderExcluir
  7. Joe, querido, obrigado pela visita, e pelas boas vindas, pois é, voltei, mais romântico, mais amável, mais tudo *-*.

    boa semana pra ti amigo!

    Dand.

    ResponderExcluir
  8. Construir requer paciência, gastar afeto.
    Requer energia e coração acelerado.
    Calma e uma dose suave de loucura.
    Requer cores e tijolos potentes.
    Se doar, se entregar, se jogar.
    É preciso estar vivo e sempre atento.
    Observando tudo, antes do cimento acabar.

    ResponderExcluir
  9. Não apenas metaforicamente há a exigência da desconstrução para uma nova construção. Na arqueologia dos nossos sentimentos, também há o estudo das camadas anteriores. Todavia, nem todos estão prontos para conviver com o passado que "corre em nós em cem ondas."

    Abraços do amigo,

    ResponderExcluir
  10. Sentir.
    Talvez nada pode ser tão perigoso,
    do que sentir.


    De fato, num mundo em que o normal é ser anormal
    tal façanha só poderia assim despertar a esmero
    tão súbitos sentimentos.

    ...e nada melhor que o perigo, ou a vontade,
    a determinação para que nos entreguemos e incandescemos
    o nosso tão precioso ser com
    a infinitude de um sentimento tão mágico
    e misterioso.


    Realmente, muito lindo seu poema.
    Meus parabéns.
    http://denisemendes.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. marcou me PROFUNDAMENTE.

    meio termo nao se aplica aos sentimentos! pra mim ja resumiu todo o posto. PARABENS. gostei

    ResponderExcluir
  12. Grande Joel, você faz muita falta aqui na nossa rede de Blogs, aparece meu amigo.

    Abs

    ResponderExcluir