Páginas

terça-feira, 9 de março de 2010

FACES DECADENTES


Há algum tempo venho buscando formas alternativas de me expressar. Criar um personagem, ou uma máscara, onde eu pudesse me esconder e dizer o que eu quisesse me pareceu interessante. Mas que graça teria expressar sentimentos e opiniões sem dizer a todos que tudo isso veio de mim? Não estaria sendo sincero. Então, resolvi criar o Faces, uma tentativa de encontro comigo mesmo.
Faces não designa várias personalidades, ou vários rostos. Apenas uma figuração de que mesmo sendo uno, existe pluralidade em mim, e em você. Isso é fantástico porque assim consigo gostar de tantas coisas ao mesmo tempo, sem me prender ou até mesmo me preocupar em ser coerente o tempo todo. Gosto de Psicologia e dança (coisas totalmente distintas) e não há problema algum nisso! Adoro estar na presença de meus amigos, mas também não abro mão dos maravilhosos momentos que passo comigo mesmo, sozinho.
O melhor de tudo é saber que não tenho que ser do mesmo jeito para sempre. Todo ser está em constante modificação, ao mesmo tempo sem deixar sua essência se perder. São como Faces decadentes, como folhas no outono. Sempre passam, sempre se renovam.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Valéria Ramos Corrêa23 de março de 2010 15:59

    Adorei seu blog... essa mensagem do porque do Faces é muito interessante!
    Siga em frente, vou olhar sempre que puder...

    Bjim

    ResponderExcluir
  3. Muito Obrigado Valéria!
    O maior prazer ter vc como leitora
    do blog!

    Bjos !

    ResponderExcluir